amor

O amor que era sexta feira

Era uma relação clandestina, permanentemente ameaçada de ser descoberta, com consequências imprevisíveis. Um risco de que tinham consciência e...

MÚSICA NO CORAÇÃO

Querido amigo Calisia: Toda a vida me acompanhaste! Foste durante...

POR AMOR

A minha tia Carolina permanecia solteira até aos 50 anos. Uma tarde de Primavera apaixonava-se pelo senhor sentado no...

QUE IDADE TEM?

A bica arrefecia, o ânimo não. Havia ali alguma coisa que era preciso descobrir.Ele metia a mão no bolso...

Um sinal

Desde aquele dia que procuro  um sinal de ti. Só há pouco, por segundos (não sei como se mede...

A cantiga do bandido

Afundada no edredão, ele finalmente enrolado a mim, é que estivemos zangados durante dois dias. Não entrou sequer na...

Tipa asneirenta

Nunca parti um osso, nunca fui operada, mas há dias um médico passou um pequeno papel para que me...

Pesadelo de uma noite de verão

Em cima de mim, beijas-me o pescoço, por detrás das orelhas, beijos curtos que desaguam molhados na minha boca.

Sem salsa

A fome é amiga do desalento, nunca pensamos a direito com o estômago vazio. Assim estava, por isso fui...

Quatro da manhã

Entre lençóis zapei. Fiquei presa nele. O bailarino russo que fugiu da União Soviética e veio para o Ocidente...

A vida sexual dos telemóveis

O verbo não é bonito mas detesto, detesto, estar a ler um texto na net e encherem-me a página...