Presidente Marcelo sofre acidente

10
27163

O presidente Marcelo Rebelo de Sousa caiu na consideração de muita gente, ao aprovar a Festa do Avante, fazendo um rasgo do tamanho de 93 mil cirurgias adiadas e de 3 milhões de consultas anuladas por causa do Covid-19.

Mais, ficou-se a saber que os comunistas de Jerónimo de Sousa têm um tratamento diferenciado em relação aos restantes portugueses.

Esta decisão é um grande acidente na imagem do homem impoluto que desceu a pé a Rua de São Bento a caminho da sua investidura como Presidente da República Portuguesa. A Festa do Avante é o mais monumental erro de Marcelo, sobretudo se atingir de forma grave a saúde pública. E revela dois pesos e duas medidas.

Há festa para 100 mil, mas os artistas, actores, cantores, bailarinas vão continuar à rasca para fazer um concertozinho com 50 pessoas.

O homem destemido projectado por Marcelo, afinal tem medo do Partido Comunista, como o seu padrinho Marcelo Caetano teve medo do Movimento dos Capitães. Marcelo Rebelo de Sousa foi tão mal aconselhado na festança do PCP, como o seu padrinho Marcelo Caetano ao aceitar enfiar-se num quartel no coração de Lisboa, em 25 de Abril de 1974.

Do actual presidente já se conheciam as viagens com Ricardo Salgado, os enredos à mesa com Paulo Portas ou o chocalhar entre a TVI e RTP. Na altura, Miguel Pais do Amaral cedeu às críticas do governo de Santana Lopes. Marcelo Rebelo de Sousa saiu da TVI para a RTP e, anos depois, voltou para a TVI, como se nada tivesse acontecido.

Durante esse tempo, Marcelo falou de tudo, de futebol a Fátima, como se fosse um especialista e conseguiu assim chegar a presidente. Ao contrário, Cavaco Silva colou-se ao passado. Jorge Sampaio foi obrigado a ser presidente. Mário Soares mereceu e bateu-se contra Freitas do Amaral. E Eanes já tinha subido para a capota de um automóvel ao primeiro tiro, em plena campanha eleitoral no Alentejo. Mas Marcelo Rebelo de Sousa chegou a presidente porque falava muito, todos os domingos.

Até agora as coisas não iam mal para Marcelo, não fosse o tombo do Avante.  Preparava-se para deixar uma memória de Sidónio sem cavalo, amante da democracia e fotógrafo ao lado do povo.  Era um estilo longe daquele de quem não aperta a mão ao outro afilhado de Marcelo Caetano, Jorge Correia de Campos, em Cascais, junto à antiga Praça de Touros. O sim à Festa do Avante rasgou esse cenário idílico.

Estamos cada vez mais confusos com o Covid-19. Ainda não está explicada a real natureza do vírus. Mas Marcelo faz um jeitinho ao PC.  Afinal, muito ao estilo do padrinho Marcelo Caetano, o homem do nim que, na altura, apenas queria fazer tudo para ser primeiro ministro.

10 comments

  1. Aplausos…. Para quem sabe escrever assim, ética e deontológica mente dignificando o mau jornalismo que se faz neste País. Obrigado

  2. O Presidente espalhou-se de tanto querer agradar. Abraço e que os artistas possam voltar a trabalhar, porque sem cultura não há País

  3. Impoluto???? Talvez fosse algures no tempo, mas não me parece, é apenas mais um excelente mentiroso que tanto aperta a mão ao Costa como aos 12 anos mandava cartas ao Salazar a agradecer a honra de receber livros do ditador.

  4. Tem razão Ana. O que me custou mais foi ver morrer o velhote a quem ele se abraçou para uma excelente foto em Pedrogão – dentro de uma camioneta. Garantiu-lhe que ia resolver tudo. E o homem morreu.

  5. BOM DIA ESTAMOS EM TEMPO DE PANDEMIA—-MUITAS PESSOAS SEM EMPREGO—-QUE VÂO AO SUPERMECADO E TEMOS QUE PAGAR IVA—-A VESTA DO AVANTE NÂO PAGA—-TEMOS QUE ANDAR COM MASCARAS NOS SITIOS FECHADOS—E JÁ FALOM NA RUAS—-ESTA FESTA É UM BONOS—-PELO LUCRO—-QUE TEM O PCP—-E CONTRA A SAUDE DE TODOS—–É PARA AGRADAR OU É PARA TER APOIO—-DO PARTIDO—-ESSE BONOS—-UM PRESIDENTE QUE TEM DUAS CARAS —-TEM QUE SAIR——-NÂO MERESE O LUGAR QUE TEM—-IR CONTRA A SAÚDE DO POVO—-

  6. Não se preocupem demasiado. Se hoje houvesse eleições presidenciais, o atual presidente ganharia com quase 80%. É PORTUGAL NO SEU MELHOR…:D.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here