REVOLUÇÕES E REVOLUCIONÁRIOS, a manifestação do Habeas Corpus

0
1375

Em Portugal comemoram-se duas revoluções: a da Restauração da Independência, derivada do golpe de estado de 1 de dezembro de 1640; o 25 de abril de 1974, outro golpe de estado.

Com o tempo, o espírito revolucionário aburguesou-se e as comemorações deixaram de ser populares para serem protocolares.

Mas há quem queira reanimar o espírito revolucionário. A Associação Habeas Corpus, liderada pelo conhecido antigo juiz  Rui da Fonseca e Castro, convocou uma manifestação para protestar “contra o regime parasitário que tem atirado a população portuguesa para a miséria e Portugal para a indigência”, como dizem no vídeo que corre pelas redes sociais.

As manifestações, sejam elas quais forem, não carecem de autorização. Os organizadores têm, no entanto de avisar a autarquia que, por sua vez, aciona os meios de segurança que forem considerados convenientes.

Segundo a Associação Habeas Corpus, a autarquia de Lisboa tem revelado pouca colaboração, nomeadamente “no que refere ao fornecimento de um ponto-de-luz (alimentação elétrica para o palco) e num constante ‘jogo do empurra’ entre departamentos”.

Os organizadores da manifestação acreditam tratar-se de incompetência e não de boicote. “Preferimos e até prova em contrário, acreditar numa profunda inépcia dos nossos interlocutores da autarquia de Lisboa.”

A marcha de protesto terá inicio sensivelmente às 13.45 junto ao Miradouro do Parque Eduardo VII, em direção aos Restauradores onde haverá o momento dos discursos.

O histórico da interação da Habeas Corpus com a PSP é de atrito. Lembramos o desafio de Rui da Fonseca e Castro a Magina da Silva para um combate mano a mano. Mas, dizem os promotores, há a vontade de cooperar totalmente “com o contingente policial, desde que estejam amplamente assegurados os nossos direitos e garantias fundamentais previstas na Constituição da República Portuguesa.” E aqui é que pode haver desentendimentos.

Rui da Fonseca e Castro

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here