QUANDO MATARAM O EMBAIXADOR

A NATO E A RÚSSIA JÁ ESTIVERAM ANTES MUITO PERTO DA GUERRA. O MOMENTO QUE AQUI RECORDAMOS TALVEZ AJUDE A EXPLICAR COMO OS GOVERNANTES RUSSOS OLHAM PARA A NATO. E VICE-VERSA.

0
1677

Em 2016, o embaixador da Rússia na Turquia foi morto a tiro. Andrei karlov estava numa galeria de arte quando foi fuzilado com seis tiros por um polícia turco.

Ou seja, um funcionário do Estado turco, um país membro da NATO, matou o embaixador da Rússia. Temeu-se o pior. Mas a Rússia não retaliou.

O caso foi classificado como “atentado terrorista”, a Turquia matou o atirador. Não se falou mais nisso.

Mas, como se sabe, os novelos podem ser desfiados de diferentes maneiras. Depende da ponta que se puxe.

Na altura, o atentado foi “justificado” pela atuação da Rússia na guerra da Síria. A marioneta foi um agente turco, o mandante podia estar em Washington. A crónica no Youtube, a quente, dizia assim:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui