“Os animais podem não ter voz, mas têm-nos a nós”

O PAN endurece ações e prepara contramanifestação à porta do Campo Pequeno para o dia e a hora em que amigos do cavaleiro tauromáquico o vão homenagear.

0
1133

A homenagem ao toureiro João Moura vai ter uma contra homenagem. O PAN está  convocar pela net militantes e ativistas da causa animal para se concentrarem na porta do Campo Pequeno, para uma manifestação de repúdio.

Na convocatória, o PAN diz que o toureiro em causa, “além da sua atividade habitual de torturar touros e cavalos na arena, recentemente indignou o país ao deixar os seus cães morrerem à fome – um crime cujo processo ainda decorre!”

O PAN considera inadmissível que o evento possa ter lugar e recorda que a família Moura é pouco recomendável, já que também um dos filhos do homenageado, de seu nome João Moura Jr., não tem apenas o nome do pai mas, também, o mesmo ódio pelos animais, recordando que “o filho, João Moura Jr., que também ficou conhecido pelas imagens que mostravam os seus cães a atacar um touro, prática denominada de “bull-bating”!”, crime ainda impune.

“Os animais podem não ter voz, mas têm-nos a nós”, diz o PAN. “Por isso, a partir das 19h30 marcaremos presença à porta do Campo Pequeno para mostrar a nossa indignação e exigir ao Governo e à Autarquia de Lisboa que coloquem de imediato um ponto final na violência animal. O que tantas vezes temos exigido, com as nossas propostas reiteradamente rejeitadas. “

Vamos ver no que isto dá. Seria prudente que a autarquia previna os meios necessários para evitar cenas tristes na rua. Já basta as que irão decorrer dentro do Campo pequeno.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here