Covid-19: 41 óbitos e 900 milhões €

0
356

Portugal registou hoje 41 mortos relacionadas com a covid-19 e 718 novos casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS revela também que estão internados 2.165 doentes (menos 15 do que no sábado), dos quais 484 em cuidados intensivos (menos oito).

Esperemos que números baixos não se devam ao fim-de-semana nem à redução da testagem.

900 milhões € gastos em 2020

A despesa paga pelas entidades do Ministério da Saúde com a pandemia de covid-19 no ano passado ultrapassou os 900 milhões de euros.

Os dados oficiais indicam que a despesa no Serviço Nacional de Saúde (SNS) aumentou 11,3% em janeiro deste ano relativamente ao mesmo período de 2020, mais 93 milhões de euros, totalizando 915,9 milhões.

A maior fatia da despesa foi para gastos com pessoal e material de consumo clínico.

Segundo dados do Ministério da Saúde, para conseguir dar resposta à pandemia, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) contratualizou até final de janeiro deste ano 745 camas com o setor privado e social e 236 com as Forças Armadas, num total de 981.  

No início da pandemia, em março do ano passado, o SNS tinha um total de 1.142 ventiladores para ventilação mecânica invasiva adaptáveis ao tratamento de doentes covid-19 e a capacidade quase duplicou, pois há neste momento 2.2161 ventiladores deste género.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, em fevereiro atingiu-se o pico de doentes internados tanto em enfermaria (6.869, dia 1 de fevereiro) como em UCI (904, dia 5 de fevereiro).

(com LUSA)

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here