PÉ NO TRAVÃO, RADAR EM ACÇÃO

Os famigerados radares de velocidade média já estão instalados e em fase de teste.

0
2776

Os novos equipamentos foram espalhados um pouco por todo o país, embora estejam mais concentrados nos principais núcleos urbanos, a saber: Lisboa, Porto, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Setúbal, Évora, Beja e Faro.

Como já informamos antes, estes equipamentos conseguem estabelecer a velocidade média de um veículo entre dois pontos e se essa velocidade média for superior à autorizada o resultado acabará por chegar a casa do infrator pela mão do funcionário dos CTT.

Portanto, valerá de pouco travar quando se aproxima de um radar e voltar a acelerar logo a seguir, para voltar a travar na aproximação ao segundo radar emparelhado com o primeiro. O que conta é a velocidade média e não a velocidade à passagem pelo radar.

A ideia é obrigar os condutores a andar sempre dentro dos limites da lei. Sim, por vezes é chato e até supérfluo, nos casos em que não há trânsito ou se circula a horas mortas.

Segundo informação proveniente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a localização dos radares será tornada pública e haverá um site onde as pessoas poderão recolher informação sobre esta temática.

É preciso tomar nota do seguinte: são 10 radares e 20 localizações possíveis. Os radares não estarão sempre nos mesmos sítios. Mas a sinalética estará lá sempre, a lembrar que a área pode estar sob vigilância de radares de velocidade média.

Outro “pormenor” a ter em consideração é o valor da coima que varia entre os 60 e os 2500 €, além dos 4 pontos na carta de condução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui