FORAM OS AMERICANOS, diz eurodeputado da Polónia

Rebentaram com o gasoduto submarino que fornecia a Alemanha com gás da Rússia. Quando se pensava que a Europa central iria ter alguns problemas de energia durante o inverno, ninguém suponha que seria um inverno gelado. O ataque contra o gasoduto pode precipitar os acontecimentos no campo militar na Ucrânia.

0
1204

Radek Sikorski é eurodeputado da Polónia e membro de uma associação de amizade com os Estados Unidos, assim se apresenta no Twitter. Tem obrigação de ser pessoa bem informada e de comunicar com o povo com responsabilidade.  

Este político polaco agradeceu aos EUA por terem rebentado com o gasoduto russo. Sikorski diz que o gasoduto só servia para a Rússia chantagear a Europa e, assim, aplaude o sucedido. Talvez para credibilizar a sua mensagem, o eurodeputado partilhou um twitt de uma outra pessoa com um vídeo onde Biden garantia, no canal ABCNews, em fevereiro, que se a Rússia invadisse a Ucrânia, o gasoduto iria ser destruido.

Traduzindo:

Biden diz que “se a Rússia invadir, deixará de haver um Nord Stream 2. Vamos pôr fim a isto.”

“Mas como vai fazer isso exatamente, já que o projeto está no controlo da Alemanha?” ouve-se uma jornalista perguntar.

Biden responde: “Prometo, iremos fazer isso.”

Com o gasoduto submarino destruído, o gás da Rússia só poderá chegar à Europa através de dois outros terrestres, um que sai da Rússia através da Bielorússia, atravessa a Polónia até chegar à Alemanha e um outro que sai da Rússia pela fronteira com a Ucrânia, passa pela Eslováquia até chegar à Áustria.

Ou seja, destruíram o gasoduto que não pagava direitos de passagem a ninguém. Os outros onde a Ucrânia e a Polónia cobram “portagem” continuam operacionais.

Resta saber como vai reagir a Rússia e o que tem a Alemanha a dizer a isto. O inverno aproxima-se, em alguns territórios do leste europeu já cairam os primeiros nevões.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here