Oito contra um, Polícia Municipal e GNR maltratam sem-abrigo

Pela enésima vez, Manuel Ildefonso foi algemado com brutalidade e levado para o posto da GNR de Sintra.

0
6078

Não são conhecidas as razões para a detenção. A GNR e a Polícia Municipal têm feito tudo para desalojar Manuel Ildefonso da esquina onde ele escolheu morar, ali mesmo em frente à Câmara Municipal de Sintra.

Sem abrigo, Manuel Ildefonso reclama que lhe seja atribuída pela autarquia uma habitação social, pretensão que não tem tido a resposta que Manuel Ildefonso gostaria e, portanto, este é um homem que vive em protesto permanente, o mais perto possível do alvo do seu protesto, o principal responsável pela gestão da autarquia, Basílio Horta.

Hoje, mais uma vez, um pelotão misto de agentes da Polícia Municipal e da GNR acercou-se de Manuel Ildefonso, para o remover da via pública, aquilo que parece ser a única finalidade deste tipo de ação que se tem repetido ao longo dos 3 anos, o tempo que este cidadão já leva a viver na rua.

Contactado via telefónica, a meio da tarde, Manuel Ildefonso já estava na Hospital Amadora Sintra, a ser radiografado e tratado a várias escoriações sofridas. Deram-lhe pontapés, foi esbofeteado e esmurrado dentro da viatura policial, bateram-lhe com a cabeça contra o carro quando estava a entrar na viatura, foram os maus tratos sofridos apesar de não oferecer qualquer tipo de resistência e estar algemado.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here