Grão Mestre eleito do GOL quer secretismo

Eleições na maior e mais antiga obediência maçónica portuguesa, GOL - Grande Oriente Lusitano. Venceu Fernando Cabecinha. No Grémio Lusitano espera-se uma revolução.

0
1570

Fernando Cabecinha é o novo Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL). O GOL é a potência maçónica portuguesa mais antiga e numerosa, fundada há 209 anos. E é secreta ou discreta?

A maçonaria portuguesa, em rigor o GOL, diminuiu a sua intervenção no mundo profano, nos últimos três mandatos de Fernando Lima. 10 anos!
Há quem diga que a maçonaria nada deve fazer. Porque quem deve actuar são os maçons na sociedade civil. Esta ideia foi contestada por António Arnault, pai do Serviço Nacional de Saúde e ex Grão mestre, que só quis fazer um mandato.

Cabecinha de presidente da Dieta a Grão Mestre

A eleição de Fernando Cabecinha para Grão Mestre, contra Carlos Vasconcelos, impede a continuidade. Fernando Cabecinha dirigiu nos último anos à Grande Dieta (parlamento maçónico) de forma exemplar.

Com Fernando Cabecinha acabou o ‘nim’, dizem muitos. E ganha força o secretíssimo essencial às actividades maçónicas. Em boa verdade, nada se sabe das decisões dos órgãos directivos do Benfica, PSD, PS, PCP, Conferência Episcopal ou Cáritas. São exemplos! Todos respeitam as leis, nem outra coisa seria possível.

O Serviço Nacional de Saúde do GOL

O GOL foi responsável por grandes conquistas cívicas, sociais e culturais. Destaca-se a revolução liberal de 1820, abolição da pena de morte em 1867, a implantação da República em 1910, o Registo Civil de pessoas ou Serviço Nacional de Saúde.

Sobre a recente lei que pretende que todos os elementos de sociedades secretas façam uma declaração de interesses, convém dizer que o GOL não tem existência legal. O que existe é a versão civil designada de Grémio Lusitano. E por isso os maçons do GOL nunca terão de declarar esta sua condição.

Maçons não podem revelar nomes

A declaração é um ato individual. Os maçons não podem revelar o nome de outros maçons.

O GOL continuará a empenhar-se, ainda com mais força na Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Agora é tempo de esquecer eleições e de congregar forças, como sempre, em torno do Grão-Mestre Fernando Cabecinha.
Vem aí a revolução.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here