A deusa Lua e a maldade dos homens

0
373

Mil anos antes de Cristo ter nascido já havia gente a habitar a região de Sintra. E não eram saloios. Eram celtas e outros que tais. Depois deles vieram outros, nem sempre a bem. Naqueles tempos, a espada e a marreta eram os “passaportes” mais utilizados. Na língua deles, os celtas diziam “cynthia” quando queriam dizer lua. No sítio onde hoje vemos o Castelo dos Mouros esteve um templo pagão à deusa Cynthia, a deusa Lua. A designação monte da lua vem desse facto histórico. O nome Sintra deriva da palavra Cynthia, a deusa Lua. Curiosidades que, hoje, de pouco valem. Mas saber isto também não ocupa espaço.

As orações, os cânticos, os rituais em honra dessa deusa não ficaram na memória do povo de Sintra. Ninguém quer saber de deuses menores, excepto os filhos desses deuses menores.

Há em Sintra pelo menos uma pessoa que passa boa parte da noite a olhar para o Monte da Lua. Quando a deusa brilha é o seu candeeiro da cabeceira da cama de cartão. Quando há luar, a deusa é a confidente de Ildefonso. E o que dizem os deuses aos mortais? Quem estuda a mitologia diz que os deuses foram criados para nos explicar as coisas da natureza que não têm uma razão científica. Como a maldade humana, por exemplo. Deve ser por isso que Ildefonso sorri quando Basílio chama a Polícia Municipal.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here