Bairro Alto e Cais do Sodré, o vírus e as multas da ASAE

0
627

Foram fechados 10 estabelecimentos de diversão noturna e passadas 31 processos de contraordenação, esta noite, em Lisboa.

A operação de fiscalização esteve a cargo da ASAE, com o apoio da Polícia Municipal, e decorreu nas zonas onde se concentram mais bares: Bairro Alto, Cais do Sodré e Docas.

No total foram fiscalizados 50 estabelecimentos, pelo que houve uma larga maioria de infratores, o que é significativo. As principais infrações detetadas foram o funcionamento para além do horário estabelecido, o não cumprimento das regras de ocupação, lotação, permanência, distanciamento físico nos locais abertos ao público e o incumprimento das regras de fornecimento e venda de bebidas alcoólicas após as 21h”.

Pelos números fornecidos, constata-se que há um incumprimento elevado, a maioria dos casos no Bairro Alto, segundo informações divulgadas pela ASAE.

Entre o dever de cumprir com as regras impostas pelo combate à pandemia e a necessidade de faturar, os responsáveis pelos bares e similares arriscam desobedecer à lei, o que acaba por não ser bom para a saúde pública nem para a economia dos negócios, mas o lema parece ser, cada vez mais, “perdidos por um, perdidos por mil”.

O encerramento imposto aos fins de semana é mais um golpe para quem já recorreu aos apoios concedidos pelo Estado, mas se preocupa com o facto de estarem a acabar e olha com preocupação para um verão que não começa bem.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here