O que está escondido debaixo do Rossio

As obras do metropolitano destaparam, mas a infeliz decisão foi voltar a tapar.

0
11917

Um hipódromo romano com cerca de 1800 anos está enterrado debaixo do Rossio, oficialmente Praça D. Pedro IV. Uma das paredes do hipódromo fica a poucos metros do quarteirão da antiga pastelaria Suíça, para onde foi aprovado há 11 anos mais um hotel. O projecto foi agora reconvertido para espaços comerciais (mais um centro comercial…) e está a ser contestado pelo movimento “Lisboa Precisa”.

As estruturas do hipódromo romano estão enterradas a dois metros da superfície. Foram descobertas há anos, durante as obras da estação do Rossio do Metropolitano de Lisboa. Mas voltaram a soterrá-las e estão esquecidas.

O formato da Praça do Rossio obedece às linhas do hipódromo, onde correram as quadrigas romanas. O achado vive apenas no conhecimento dos especialistas em arqueologia. Na altura das escavações foi descoberta também uma necrópole romana.

Na Praça do Rossio existiam há séculos animadas corridas de cavalos. O hipódromo de Lisboa parece ter sido decalcado do Circo de Máximo. A estrutura poderia ser visitável. Na altura das escavações, a Câmara e o Metropolitano não deram esse passo.

O mesmo não aconteceu, por exemplo, com os achados do Hotel Eurostars Museum, antigos Armazéns Sommer. Ali pode-se ver uma sequência contínua da vida de Lisboa desde a Idade do Ferro até à Época Contemporânea. O Hotel Eurostars demonstrou que é possível modernizar sem esquecer o passado.

hotel Eurostars, Lisboa

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here