ASSALTOS E “CONTOS DO VIGÁRIO”

0
716

É verdade que as plataformas de mensagens, casos do Gmail ou do Yahoo, têm hoje mecanismos de filtragem eficientes, mas não infalíveis. É por isso extremamente importante que tenhamos a máxima atenção com o correio que recebemos pelo e-mail.

As falcatruas, na verdade são tentativas de assalto, procuram sacar dinheiro aos mais incautos. Problemas com o fisco ninguém quer e os bandidos sabem-no. Por isso usam o medo, forjando mensagens em nome de uma Autoridade Tributária, ameaçando com “graves consequências” quem não embarque no esquema.

Antes de abrir um email deste teor, reparem bem nos pormenores que indiciam a aldrabice. Por exemplo, o endereço do remetente. Reparem, também, no tipo de português utilizado. Se detetarem termos pouco utilizados no português de Portugal e mais utilizados no português do Brasil, desconfiem. Por último, levem a sério se a mensagem ostentar um aviso a vermelho avisando que a mensagem pode ser perigosa e destinar-se a “roubar informações pessoais de utilizadores”.

Este é o exemplo do novo “conto do vigário” e só o facto de existir significa que há sempre quem caia nestas tretas e que o assalto rende.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui