JOÃO QUIS MESMO SER TERRORISTA

0
197

João Real, o jovem suspeito de tentativa de executar um ataque na Faculdade de Ciências, onde estudava, tem estado detido na prisão de Caxias. Ali tem tido assistência médica ao mesmo tempo que respondeu aos investigadores policiais. O resultado é a confirmação da acusação de terrorismo e detenção de armas proibidas.

Quanto às armas, o que se sabe é que não haveria nenhuma arma de fogo. Mas teria com ele facas, arco e flechas e, eventualmente, artefactos explosivos artesanais.

Quanto às intenções, o jovem terá confessado que queria, mesmo, matar e ser morto. Queria reproduzir um daqueles eventos perpetrados nos Estados Unidos por fanáticos ou tresloucados.

Estes são os elementos que o Ministério Público passou para a opinião pública. Veremos quando deduz acusação e o processo evolui para um eventual julgamento.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here