20 anos de RTP-3: uma mão cheia de nada!

A RTP-3 fez 3 anos e a maioria dos portugueses não deu por isso. Este canal custa uma fortuna e não é visto por ninguém. Serve para quê?

0
1117

O 20º aniversário da RTP-3 teve direito a bolo, velas e reportagem. Achamos bem, mas não passou de autopromoção empresarial. Mas, ao menos, não custou uma fortuna.

Trabalhei como jornalista durante muitos anos na RTP. Guardo os melhores memórias. A RTP define uma fasquia elevada no que diz respeito à liberdade de informação. Sem RTP, só com televisões privadas, seria uma desgraça. Mas, em alguns casos, a RTP é um sorvedouro de dinheiro.

Por exemplo, os canais internacionais – RTP África e RTP Internacional – custam uma fortuna e servem para pouco. Em África, servem quase só para bajular os governos autoritários das antigas colónias. O canal África funciona como uma extensão da diplomacia do Palácio das Necessidades. Com raríssimas exceções.

Canais para ‘engraxar’ governos

Pior, nas delegações dos canais internacionais estão, em muitos casos, os amigalhaços das direções e administrações. Houve até quem saísse com indemnização e voltasse a entrar para o lugar de… representante da RTP na capital de um desses países.

O então ministro Jorge Coelho considerava os canais internacionais imprescindíveis. Claro! Para engraxar.

Mas não deixa de ser verdade que é o modo da RTP estar presente na geografia da língua portuguesa. Mas não serve as comunidades lusófonas, a programação é horrível. Imaginem-se a viver no Rio de Janeiro e a ver o Preço Certo às 3 da tarde. Ou o Bom Dia Portugal às 11 da noite, em Timor-Leste. Ou o “5 para a Meia-Noite” às 11 da manhã em Paris.

A RTP-3 é herança do projeto falhado NTV

A RTP 3 nasceu do projeto falhado a que se chamou NTV. Era um canal no cabo apenas, feito a partir do Porto. Nunca teve dimensão. Nunca saiu do regionalismo. Até se confundia o N de notícias com o N de norte. A RTP-3 (que antes também se chamou RTP Notícias e ainda RTP Informação) de certo modo veio para justificar investimentos, sendo um serviço de notícias em canal aberto.

Serviu, assim, para contrapor à SIC Notícias em canal fechado. E serviu para chatear alguns tipos a quem sempre deram demasiada importância. Pinto Balsemão não gostou nada da RTP-3. Só por isso vale a pena celebrar os 20 anos da 3.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here