Tiros no Cais do Sodré

1
1756

A polícia andou aos tiros no Cais do Sodré. Disparos para o ar, para dispersar uma multidão que recusava acabar com a farra na via pública. A PSP deteve várias pessoas e fez várias apreensões.

Num comunicado, a polícia indica que fez “detenções, apreensões e contra ordenações em noite com milhares de pessoas”.

Numa operação de policiamento em zonas de diversão noturna para verificação do cumprimento das medidas de contenção da pandemia de covid-19, designadamente no Bairro Alto e Cais Sodré, a PSP faz saber que acabou “com diversos ajuntamentos com música na via pública, procedeu a detenções, apreensões e contra ordenações”. Entre os detidos estão também duas pessoas por roubo e uma por agressão a agente de autoridade.

No comunicado, a PSP diz ainda que, “após o encerramento de todos os estabelecimentos” abertos, procurou “evitar os ajuntamentos entre grupos de centenas de pessoas no Cais do Sodré, tendo sido recebida com o arremesso de pedras de calçada e de garrafas de vidro”.

“Para fazer cessar estes comportamentos desordeiros e violentos, os meios policiais procederam à dispersão das pessoas, com recurso a meios coercivos de baixa potencialidade letal, incluindo o disparo de duas munições menos letais”, admitiu.

A PSP acrescenta que “desta ação resultaram ferimentos ligeiros em polícias, que não careceram de tratamento, bem como danos em material policial”.

A polícia específica que apreendeu dez colunas de som “por atividade ruidosa na via pública ou produção de um espetáculo sem licenciamento”. As restantes infrações detetadas foram a venda ilegal de bebidas alcoólicas, consumo de álcool na via pública e ausência de máscaras em aglomeração de pessoas sem distanciamento físico suficiente. A PSP encerrou uma discoteca por estar a funcionar sem autorização. A polícia afirma que estas ações vão continuar.

1 comment

  1. Os boys de Lisboa acham mesmo que por viverem na capital estão acima de tudo e de todos, acham que por viverem naquela região do país tudo é permitido e gozam de impunidade total, é assim na politica, é com os clubes da cidade, é com a noite de Lisboa e é assim praticamente com tudo, recordando que a malta que vive nesta zona do país acha-se a mais culta e inteligente e o que se vê é uns forasteiros bêbados e drogados a gozarem com as autoridades

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here