Oeiras, as questões sociais

0
983

A notícia é recorrente, sempre que se fala nas assimetrias da produção de riqueza em Portugal. As estatísticas do INE, com referência ao IRS declarado, dizem que em Oeiras as pessoas ganham 4 mil euros acima da média nacional.

É o quinto concelho mais populoso do país e, de entre todos, é o concelho com maior preponderância das classes média alta e alta e a recolha de impostos deverá refletir estes dados. Mas também aqui se verifica o efeito perverso das médias aritméticas. Enquanto alguns comem 2 frangos, outros não comem nenhum e a média diz que todos comem um frango.

A pandemia veio acentuar as clivagens sociais, a Câmara Municipal tem tido um papel relevante na tentativa de se reverter essa tendência para o empobrecimento que assola o país inteiro.

Duas Linhas agradece a colaboração da Santa casa da Misericórdia de Oeiras nesta reportagem, nomeadamente o provedor Luís Bispo e a psicóloga Teresa Alves, e dos utentes de vários projetos da Santa Casa em parceria com a Câmara Municipal, Lucília Silva, José Carlos Henriques e Abílio Barros.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here