Lisboa, tesouro desenterrado em Entrecampos

1
3529

E de repente, numa zona da cidade completamente urbanizada, onde já se construíram prédios de 9 ou 10 pisos de altura por todo o lado, onde o subsolo já foi furado e esventrado para canalizações e comboios subterrâneos, onde se construíram viadutos e sabe-se lá o que mais, descobrem-se vestígios arqueológicos relevantes.

Felizmente que hoje essas questões são levadas a sério e proprietários dos terrenos e entidades oficiais preocupam-se minimamente em destapar, identificar, registar, estudar esses vestígios para, depois, decidirem o que fazer de modo a preservar essa memória.

É o que está a acontecer agora em Entrecampos, nos terrenos que pertenceram à Feira Popular de Lisboa e que estão devolutos desde que Santana Lopes, então presidente da Câmara Municipal de Lisboa, quis fazer negócio com especuladores imobiliários. Há um projeto de construção de 279 habitações de venda livre e escritórios, além da nova sede da Fidelidade, mas as obras só poderão avançar após receberem luz verde da autarquia.

A descoberta deste património arqueológico vai atrasar ainda mais a concretização desse projeto, mas a cidade ficará a ganhar se tudo se fizer no interesse comum da defesa e preservação da História de Lisboa.

Para já, o que se sabe é que os vestígios romanos estão bastante destruídos, fruto da reutilização da pedra e do espaço noutras construções ao longo dos séculos, nomeadamente o antigo Mercado de Gado de Lisboa que foi ali instalado. Os vestígios romanos são de quintas agrícolas que existiam nesta zona. Há restos de habitações, de muros, poços.

Mas, segundo foi noticiado já, os arqueólogos também identificaram vestígios de tempos ainda mais antigos, da viragem do quarto para o terceiro milénio a.C., e eventualmente, até, do paleolítico, os primórdios da Humanidade. Afinal de contas, um tesouro está ali a ser desenterrado.

1 comment

  1. Isso apenas revela o muito que foi destruido aquando das construções em redor, fruto das luvas dadas ao empreiteiros para encobrir vestígios a destruição dos mesmos de forma encapotada. Pobre povo ignorante.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here