Defesa ambiental, a questão fulcral

0
302

Jovens do coletivo “Greve Climática Estudantil” voltaram a manifestar-se pelas ruas numa ação global coordenada pelo movimento “Fridays For Future” que decorreu em várias cidades espalhadas pelo Mundo, na luta pela defesa ambiental.

Cansados de promessas vãs e de inação da classe política, os jovens ambientalistas portugueses voltaram a exigir o fim de projetos que aumentem os gases com efeito de estufa, como é o caso de expansões aeroportuárias, e defendem o investimento e a requalificação da ferrovia e da rede de transportes públicos.

O movimento “Greve Climática Estudantil” inspirou-se no exemplo de Greta Thunberg e no movimento “Fridays For Future” que ela criou em 2018 quando deu início a uma série de protestos em frente ao parlamento da Suécia, primeiro sozinha, depois com cada vez mais gente à volta dela.

As ações de protesto desta sexta-feira em Portugal decorreram em cerca de 20 localidades, algumas físicas, outras online: Alcácer do Sal, Aveiro, Bragança, Caldas da Rainha, Coimbra, Entroncamento, Évora, Guimarães, Lamego, Lisboa, Mafra, Montijo, Odemira, Pico, Porto, Setúbal e Viseu.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here