Lisboa, Belém tem o metro quadrado mais caro do Mundo

0
593

Embora continue a ser em Bruxelas, Paris, Berlim que tudo se decide, nos próximos seis meses será em Lisboa que se farão as fotografias da praxe. A capital portuguesa tem no CCB a sede da presidência portuguesa da União Europeia que se iniciou no dia 1 de janeiro.

O edifício foi adaptado para essas novas funções, gastaram-se algumas centenas de milhar de euros a criar um centro de imprensa, um centro de creditação, nova decoração para salas e gabinetes, mobiliário, etc. É verdade que o CCB foi construído precisamente para funções idênticas, quando Cavaco Silva em 1992 estava nas mesmas funções de António Costa hoje. Mas na época havia apenas 12 membros da União e agora são 27. O edifício não estava preparado para tanto.

Mas, se nos for permitida uma dúvida, quantas reuniões irão ali ter lugar ainda em época de pandemia? Poucas, certamente. Aliás, o que se tem visto é reuniões online. Talvez, então, seja isso que vai continuar a acontecer e as remodelações todas do CCB (um dia destes havemos de saber quanto custaram) tenham sido apenas para dar ânimo à economia.

Em março passado, o Conselho de Ministros aprovou a despesa para o arrendamento do Centro Cultural de Belém. Segundo a Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2020, publicada em 24 de março de 2020 em Diário da República, só o arrendamento vai custar uma fortuna: “autorizar a realização da despesa destinada a suportar os encargos decorrentes do contrato de arrendamento a celebrar com a Fundação Centro Cultural de Belém, até ao montante global de (euro) 5.024.741, ao qual acresce o IVA à taxa legal em vigor”, lê-se no documento.

Vamos soletrar: cinco milhões, 24 mil, setecentos e quarenta e um euros. Deve ser o metro quadrado mais caro do Mundo.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here