Covid-19: se Trump apanhou, qualquer um pode apanhar

0
473

Agora já todos acreditam na pandemia e que o covid-19 existe mesmo, depois da doença ter “pegado” no Presidente dos estados Unidos da América. Trump está doente, a mulher do Trump está doente e a secretária do Trump está doente. Todos doentes com covid-19, mesmo. Quando foi com Bolsonaro, foi só um “resfriado”. Mas, agora, os negacionistas calaram-se, por um momento.

Em Portugal, os números continuam a subir. O Governo precavê-se e promete já reforçar o SNS com mais meios humanos e faz conta aos ventiladores disponíveis: são 1855.

No boletim do dia da Direção Geral de Saúde, está o registo de mais seis mortes e 888 novos casos de infeção com o novo coronavírus. Das seis mortes registadas, cinco ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na região Norte.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim revela que nas últimas 24 horas não há registo de novos internamentos, mantendo o número de quinta-feira de 682 pessoas. O mesmo com os cuidados intensivos onde estão 107 pessoas, tal como ontem.

Neste momento há 344 surtos ativos no país, com particular incidência nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Norte.

Lares de idosos e estabelecimentos de restauração continuam a ser os lugares de maior contaminação e onde surgem mais surtos, segundo explicou a Diretora-Geral de Saúde, Graça Freitas.

Sobre uma possível suspensão das visitas aos lares no cenário de agravamento da pandemia, à semelhança do que ocorreu durante o confinamento de março e abril, Graça Freitas não deu uma resposta assertiva: “Temos de pesar muito bem medidas de controlo de infeção e de segurança com humanização”, disse.

Na América morrem cerca de 35 mil pessoas por mês com covid-19

Enquanto em Portugal, o Governo e as autoridades sanitárias dão a entender que a situação está sob controlo, noutros países as notícias são alarmantes.

Espanha registou hoje 11.325 novos casos de covid-19 e contabilizou mais 113 mortes com a doença nas últimas 24 horas, aumentando o total de óbitos para 32.089.

A Alemanha registou 2.673 novas infeções pelo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo máximo desde a segunda quinzena de abril. Nas últimas 24 horas, morreram oito na Alemanha com esta doença.

Na Rússia, apesar de já haver uma vacina aprovada, hoje registaram-se 9.412 novos casos. No total, a Rússia já conta com mais de 21.000 mortes devido ao covid-19.

O México registou 432 mortos e 5.099 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas.

O Brasil registou 728 óbitos e 36.157 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas.

Os Estados Unidos registaram 884 mortos e 46.164 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, o Presidente Trump é um deles. Com este último balanço o país atingiu um total de 207.743 mortes por covid-19 em seis meses.

O cartoon do dia, by Hélder Dias:

Amazing virus, by Hélder Dias

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here