Cascais, gaivotas assaltam turistas

0
3827

Praia da Raínha, em Cascais, primeira semana do mês de agosto. Uma praia pequena, pouca gente, muitas gaivotas. Uma delas vai cometer um pequeno delito…

As gaivotas são, regra geral, aves de tamanho médio, penas de cor cinzenta ou branca. Têm bicos fortes e compridos e patas com membranas. Todos as conhecemos, são aves marinhas muito comuns na costa portuguesa e presença assídua nas praias, principalmente quando há pouca gente no areal.

A gaivota vai buscar comida seja onde for. E percebeu que onde há gente há comida, por norma. Na verdade é um animal omnnívoro, o que significa que come quase tudo o que mexe e não mexe, assim como as pessoas. As gaivotas comem carne, peixe, vegetais, fruta… e como o mais difícil é mesmo apanhar peixe, elas atacam os alvos mais fáceis, no caso as lancheiras de quem está na praia.

O ovo cozido roubado com sucesso incentivou o espírito de predador de outras gaivotas e este fim de tarde na praia, em Cascais, foi passado no cerco ao reduto onde elas sabiam que havia comida… até porque estava na hora das pessoas comerem alguma coisa e a gaivota não gosta de ficar só a ver…

Esta proximidade com a vida selvagem tem graça… mas os tempos que vivemos ensinou-nos que tanta proximidade pode não ser muito saudável. A questão não é só a possibilidade das pessoas levarem umas bicadas de alguma gaivota mais agressiva… e elas têm bicos fortes e compridos como se vê bem… é pouco provável que uma gaivota se atreva a tanto… e o problema não reside apenas no assalto ao lanche das pessoas… o problema está nas bactérias ou nos vírus que as gaivotaqs podem, eventualmente, transmitir e, assim, é giro vê-las na praia – até porque é onde elas pertencem – mas um bocadinho mais longe das pessoas…

O atrevimento das gaivotas foi ao ponto de uma delas ter ido bicar a câmara de vídeo… não sabemos se para experimentar se era comestível, se para desligar a câmara a fim de evitar testemunhos do que se iria passar…

O segundo ataque ao saco do pão foi a prova irrefutável de que a gaivota é corajosa e muito atrevida. O saco foi resgatado e guardado em local mais seguro, mas o cerco das gaivotas não foi levantado… quem se levantou mesmo foram as pessoas.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here