GOVERNO CONTRA POLÍCIAS

0
747

Montenegro desafiou os polícias e, provavelmente, amanhã, 5ºfeira, os polícias irão responder-lhe à letra. O que o primeiro-ministro disse foi que não vai acrescentar “nem mais um cêntimo” na proposta remuneratória que o Governo apresentou.

Na 5ªfeira, o Chega levará a debate vários projetos-lei, incluindo um que aplica o regime de atribuição do suplemento de missão – de que usufrui a Polícia Judiciária – à Guarda Nacional Republicana (GNR), à Polícia de Segurança Pública (PSP) e ao Corpo da Guarda Prisional. Precisamente aquilo que os sindicatos de polícias querem e o Governo não quer dar. Oportunisticamente, o deputado Ventura convidou os polícias a encherem as bancadas destinadas ao público.

Para o PS, Montenegro está a revelar incapacidade para cumprir com promessas eleitorais. Durante a campanha, o líder da AD usou as reivindicações dos polícias para criticar os socialistas, mas agora não tem resposta adequada para o problema.

vídeo

Agora é Montenegro que vê a oposição apoiar as reivindicações dos polícias. À esquerda, ninguém tem pena dele.

Os sindicatos dizem que o Governo só não satisfaz as reivindicações salariais das forças de segurança porque não quer. A atribuição de um subsídio de risco de 400 € é a pedra de toque das aspirações dos polícias e militares da GNR, à semelhança do que foi atribuído à Polícia Judiciária.

O Chega vai aproveitar a oportunidade, ninguém tenha dúvidas disso. Já há uns dias, a “convocatória” para os polícias foi oportunamente divulgada pela imprensa, na ótica de que é notícia qualquer coisa que o deputado Ventura diga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui