SINDICATOS E VITÓRIAS LABORAIS

O caso da luta laboral de trabalhadores congregados na Confederação Sindical da Galiza. Um exemplo, na esperança de que os portugueses aprendam.

0
496

Primeiro, fizeram greve nos dias de saldo da Black Friday, 24 e 25 de novembro e, depois, convocaram nova greve que devia ter começado hoje, 23 de dezembro. A greve foi desconvocada porque o patronato aceitou as exigências dos trabalhadores.

Assim, cerca de mil assistentes de loja da Zara, de 44 lojas localizadas na Galiza, em Espanha, vão ter um aumento salarial de 322 euros mensais. Qualquer coisa à volta dos 25% de aumento. O salário atual dos assistentes de loja da Zara, em Espanha, oscila entre os 1.058 euros e os 1.400 euros.

Além dos 322 euros de aumento, há ainda um “prémio” de mil euros para ser pago em fevereiro de 2023.

É evidente que estamos perante um caso excepcional que dificilmente terá paralelo noutra empresa europeia. Mas a Zara percebeu que iria ter prejuízos monstruosos com greves de Natal e Ano Novo. E percebeu que vivemos em circunstâncias muito especiais, com a inflação galopante que está a afetar a Europa. E ao aceitar as exigências dos trabalhadores, conseguiu a contrapartida de nos próximos dois anos os aumentos serem diminutos: 20 euros em 2023 e 40 euros em 2024.

fonte: Reuters

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here