LUÍS DIAS, a vitória possível

0
870

Trinta dias em greve de fome resultaram no compromisso de um membro do Governo em resolver o problema que levou Luís Dias a este protesto extremo.

Segundo um comunicado publicado por Luís Dias nas redes sociais, o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Miguel Alves, prometeu empenhar-se pessoalmente no desbloqueio da situação.

“Mesmo nos dias mais sombrios, a esperança é a última a morrer”, lê-se no comunicado, que termina com um agradecimento a todos quantos o ajudaram, o acompanharam e se preocuparam com o evoluir da situação. “Devo-vos a minha vida”, diz Luís Dias.

O comunicado, na íntegra:

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here