FOGÕES A LENHA VOLTAM AO ATIVO

Na província, os que vivem no campo ou em habitações equipadas com lareiras e churrasqueiras, podem começar a armazenar lenha, não só para aquecer as casas como, também, para cozinhar. O gás vai faltar. É tão certinho como 2 + 2 = 4.

0
1076

As primeiras imagens do gasoduto russo sabotado foram agora publicadas e mostram um dos tubos completamente rebentado. A polícia dinamarquesa garante que os danos foram provocados por fortes explosões, informou esta terça-feira a agência Reuters.

As imagens foram obtidas com recurso a um drone subaquático privado e, segundo um jornal sueco, o Expressen, provam que desapareceu uma seção do gasoduto com cerca de 50 metros de comprimento.

As investigações das várias agências policiais com jurisdição na área, nomeadamente a polícia dinamarquesa, não indicaram ainda qualquer suspeito da autoria do atentado. Há quem diga que foram os próprios russos a explodir com o seu próprio gasoduto. Uma teoria hilariante e que é rejeitada em absoluto pelo Governo da Rússia.

Para usar o Nord Stream como arma na guerra contra a Ucrânia e criar dependência energética na Europa, teria sido mais lógico rebentar com outros gasodutos que existem na região e que levam crude e gás natural dos offshores dinamarquês e britânico para as refinarias em terra.

O operador dinamarquês Energinet inspecionou os seus próprios oleodutos na sequência dos danos causados ao Nord Stream 1 e 2, mas disse que não encontrou nada de anormal.

A Rússia, que construiu os dois Nord Stream com parceiros estrangeiros, diz que a sabotagem foi executada pelos Estados Unidos e seus aliados.

Da maneira como as coisas estão, vai ser muito difícil evitar que os preços da energia continuem a aumentar. A Rússia fornecia 40% das necessidades europeias e, por mais que os produtores do Golfo Pérsico, africanos ou mesmo os EUA tentem extrair, a distribuição do produto não está garantida, principalmente devido a questões logísticas.

A QatarEnergy, um importante fornecedor global de gás natural, disse que estava a trabalhar para expandir a sua produção e comércio de gás à medida que a procura aumenta, mas disse que não iria prejudicar compradores asiáticos por causa dos problemas da Europa.

Em Portugal, a GALP já avisou que o seu principal fornecedor de gás, a Nigéria, informou que vai reduzir as entregas de gás natural, alegando dificuldades na produção devido a problemas técnicos provocados pelo mau tempo.

Na zona a norte de Lisboa, um dos principais fornecedores de lenha costuma vender a cerca de 100 € a tonelada. Veremos o preço a que vai vender agora.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here