ADRIANO MOREIRA

0
696

Adriano Moreira era a última referência ética, moral e política da direita portuguesa. Antes dele, apenas Francisco Lucas Pires. E antes de Francisco, o vazio. No futuro próximo, ninguém.

Mesmo como ministro da ditadura de Salazar, Adriano marcou a diferença. Reconheceu aos povos colonizados o direito a serem pessoas.

Adriano Moreira foi um vislumbre do que, após a queda do salazarismo, podia ser a direita democrática. Inteligente e culta. Elitista no bom sentido. Interessada no bem comum. Os herdeiros não ligaram ao legado. Foi uma pena.

Morreu já depois de ter dobrado os 100 anos de idade. Até nisso, foi mais que o homem comum.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here