O peso de Cabrita

Eduardo Cabrita saiu de cena, continuando em cena. Isto é, saiu do Governo mas fica na Assembleia da República como deputado. Sempre são mais dois meses de salário e um subsídio de reintegração quando deixar de ser deputado.

Cabrita foi um ministro sem jeito. Tornou-se num peso morto político, um engulho para o PS e o Governo de António Costa. Mas deve ter terminado por aqui uma longa carreira de seguidismo e obediência partidária. Não se lhe reconhece nenhum outro mérito.

Cabrita afundou-se politicamente quando rejeitou qualquer responsabilidade no acidente que vitimou mortalmente um trabalhador da manutenção de uma autoestrada por onde ele passava, num veiculo conduzido a alta velocidade por um motorista contratado pelo Ministério da Administração Interna. Na altura disse “Eu era o passageiro”. Devia ter dito “Eu sou o ministro”. Agora ainda tem um tempo para dizer “Eu sou deputado”. Diga o que disser, não dará um único voto a ganhar ao PS nas próximas eleições.

Cartoon de Hélder Dias.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here