RTP, Cândida Pinto substitui Sandra Felgueiras

0
613

Cândida Pinto vai substituir Sandra Felgueiras na coordenação de um formato de investigação. O diretor de Informação da RTP, António José Teixeira, em forma de comunicado, já veio garantir que “o jornalismo de investigação livre e independente faz parte da história da RTP há décadas e assim continuará. O escrutínio dos poderes e do que possa atentar contra a lei e o interesse público continua a ser uma prioridade da Informação da RTP, que está a trabalhar num renovado formato.”

Nos mentideiros do jornalismo televisivo e em sites especializados na temática, Cândida Pinto será o nome que já foi escolhido por António José. Não sabemos se é verdade.

Cândida é repórter, mas nunca trabalhou na área da Justiça ou do crime. Até 1992 apresentou um noticiário secundário na RTP, antes de ter ido para a SIC. Nunca mais voltou a pisar o palco, leia-se estúdio de televisão. A aposta nela pode ser considerada de risco, em termos de capacidade de captação de audiências.

Cândida Pinto esteve envolvida na polémica que opôs Sandra Felgueiras a Maria Flor Pedroso, então a diretora de Informação. Cândida Pinto era adjunta de Maria Flor. Quando a diretora se demitiu, ela teve de voltar para a reportagem. E falou-se, nesses dias, que Cândida não tinha contrato com a RTP. Era uma colaboradora a recibos verdes. Não sabemos se já resolveram essa situação. Mas o salário era de 9 mil euros mensais. Talvez já tenha sido aumentada, desde então.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here