Lisboa, estacionamentos da EMEL arrasam hortas comunitárias

0
1617

Bairro das Caixas, em Alvalade, Lisboa. Aqui existia um conjunto de pequenas hortas comunitárias conhecido por “logradouros de Caldeira Cabral”. A população do bairro parece acarinhar o local, mas a autarquia está a destruí-lo. Segundo denúncia que nos enviaram, os logradouros estão a ser demolidos para dar lugar a estacionamento explorado pela EMEL.

Numa missiva endereçada à vereadora Catarina Vaz Pinto, a que tivemos acesso, uma residente do bairro alerta para “o crime ambiental” em curso, com destruição das hortas e árvores de fruto que eram pertença dos residentes. “Os logradouros de Caldeira Cabral, pai da arquitectura paisagista em Portugal, eram na sua génese um modelo único de sustentabilidade ambiental onde cada morador dispunha de uma horta lavrada em escritura, usufruindo ainda duma zona verde comum para lazer da vizinhança”, lê-se no alerta.

O que está a acontecer no bairro de Alvalade é considerado “absurdo”, até porque “construir um parque de estacionamento numa zona verde protegida pelo PDM de Lisboa” é um atropelo à Lei, na ótica dos residentes.

Nesta luta desigual contra a Junta de Freguesia de Alvalade e a CML, os cidadãos recorrem às redes sociais. No Facebook, na página Alvalade é Verde, estão os pormenores deste conflito que, aparentemente, não faz sentido.

Os logradouros que os residentes queriam preservar estão em ruas e páteos interiores, eram zonas de usufruto dos residentes onde as crianças podiam brincar em segurança. Transformar estes espaços em estacionamento automóvel, numa cidade que se reclama favorável à diminuição do tráfego rodoviário, é visto como um contrasenso.

Por último, os residentes avisam que as obras de requalificação nos logradouros da Rua Antónia Pusich e Rua João Lúcio estão a impermeabilizar os solos e que, quando chover a sério, Lisboa vai ter mais uma zona de risco de inundações, “prevendo-se um cenário terrível” temem os moradores.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here