O respeito pelas mulheres, no Afeganistão

0
610

Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão (RAWA) fez uma lista de 29 restrições e maus tratos impostos às mulheres durante os anos em que os taliban estiveram anteriormente no poder, no Afeganistão.

As 29 restrições aplicadas pelos talibãs às mulheres, segundo a RAWA:

  1. Proibidas de trabalhar: Existia a proibição total do trabalho feminino fora de casa. Apenas algumas médicas e enfermeiras tinham permissão para trabalhar em alguns hospitais de Cabul (capital do Afeganistão).
  2. Completa proibição de qualquer tipo de atividade fora de casa: As mulheres só podiam sair de casa se fossem acompanhadas pelo marido ou por um familiar masculino como pai, avô, irmão ou filho.
  3. Proibidas de realizar negócios com comerciantes do sexo masculino.
  4. Proibidas de ser tratadas por médicos homens.
  5. Proibidas de estudar: As mulheres não tinham permissão de andar na escola, universidade ou qualquer outra instituição educativa. As escolas para raparigas foram convertidas pelos talibãs em seminários religiosos.
  6. Obrigadas ao uso de um longo véu (burca) que as cobre da cabeça aos pés.
  7. Podiam ser chicoteadas, espancadas e vítimas de abusos verbal: A mulheres que não se vistam de acordo com as regras dos talibãs ou que não estejam acompanhadas pelo marido ou por um familiar masculino podiam ser vítimas de violência física e verbal.
  8. Podiam ser chicoteadas em público as mulheres que não escondessem os tornozelos.
  9. As mulheres acusadas de ter relações sexuais fora do casamento eram condenadas ao apedrejamento público até à morte.
  10. Proibidas de usar produtos de cosmética: Não podiam usar por exemplo maquilhagem nem verniz. Houve casos de mulheres que, por usarem verniz nas unhas, tiveram os dedos amputados.
  11. Proibidas de falar ou apertar a mão a homens: Só o podem fazer aos maridos ou familiares.
  12. Proibidas de rir em voz alta: Os talibãs consideravam que ninguém estranho à mulher poderia ouvir a sua voz.
  13. Proibidas de usar saltos altos que produzissem som ao caminhar: Os homens não podiam ouvir os passos de uma mulher.
  14. Proibidas de apanhar um táxi: Só o podiam fazer acompanhadas pelo marido ou familiares do sexo masculino.
  15. Proibição da presença feminina na rádio, televisão ou reuniões públicas de qualquer natureza.
  16. Proibidas de praticar desportos ou entrar em qualquer clube desportivo.
  17. Proibidas de andar de bicicleta ou mota: Só o podiam fazer se fossem acompanhadas pelo marido ou familiar do sexo masculino.
  18. Proibidas de usar roupas de cores vivas: Para os talibãs, as cores vivas eram consideradas “cores sexualmente atraentes”.
  19. Proibidas de reunir para festividades: Como para os Eids, as celebrações em nome de Alá.
  20. Proibidas de lavar roupa nos rios ou praças públicas.
  21. Modificação de todos os nomes de ruas e praças que incluíam a palavra “mulher”: Por exemplo o nome “Jardim das Mulheres” passou para “Jardim da Primavera”.
  22. Proibidas de espreitar das varandas do seu apartamento ou casa.
  23. Todas as janelas das casas tinham de ser opacas: Esta obrigatoriedade tornava impossível que alguém da rua conseguisse ver as mulheres dentro das suas casas.
  24. Alfaiates masculinos não podiam medir, nem costurar roupas femininas.
  25. Proibidas de utilizar casas de banho públicas.
  26. Não podiam viajar no mesmo autocarro que os homens: Existia uma distinção entre os autocarros para homens e os para mulheres.
  27. Proibidas de usar calças largas: Mesmo que fossem usadas por baixo da burca, as calças largas continuavam a ser proibidas.
  28. Proibição de fotografar ou filmar mulheres.
  29. A impressão de imagens de mulheres em revistas, livros, ou penduradas em casas ou lojas eram proibidas.

“Respeito” inspirador do cartoon de Hélder Dias.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here