Ciganos querem UNIR

9
6406

O crescente clima de tensão racial na sociedade portuguesa, levou ao surgimento de um novo movimento na comunidade portuguesa de etnia cigana que pretende contribuir para criar condições de integração de todas as minorias existentes em Portugal.

9 comments

  1. Integração da etnia cigana, um problema que se arrasta por décadas e que nunca vai ser resolvido, se a própria etnia não aceitar fazer isso. Várias outras minorias, e muito mais recentes, têm-se ido integrando, e com êxito, mas porque aceitaram a regras da sociedade em que se pretenderam integrar. Porém a etnia cigana, com algumas felizes excepções dentro do grupo, quero crer, mostra muita força em reivindicar os direitos mas sempre muito relutante em aceitar as regras, que vão desde seus comportamentos desviantes até à recusa em cumprir normas próprias deste nosso estado de direito, nomeadamente na recusa de deixarem seus filhos fazerem o ensino normal e casamentos e uniões não aceitas nos moldes normais, em que teimam em continuar, etc.. Por demais também uma característica muito verificada entre seus elementos de se desculpabilizarem sempre uns aos outros mesmo quando da prática de acções ilegais e até criminosas, unindo-se em grupos para amedrontarem as próprias autoridades quando são chamadas a intervir. Não é raro até suas manifestações de vingança, e temos para mais elucidação o último caso de Fernão Ferro em que ao que consta, fizeram jura de matar o GNR que atingiu mortalmente o cigano que andava foragido. E muito mais há infelizmente do conhecimento generalizado. Mas tudo isto, não pode obstar a que se possam integrar desde que o desejem e aceitem modelar seus comportamentos ao regular cumprimento das leis e normas a que todos estamos sujeitos.
    Se este rapaz estiver imbuído deste espírito de aceitação, a sua intervenção só pode ser elogiada. Porém isto não vai ser fácil pelas inúmeras reservas de quem tem tido até grandes problemas nas suas interacções com essa etnia. Oxalá tenha êxito.

    • As reações de grupo que as famílias ciganas exibem quando têm problemas, são um meio de autodefesa. O grupo tem mais força do que cada um deles isoladamente. Foi algo que os ciganos aprenderam durante séculos de perseguições e rejeição. Os ciganos podem não saber História, em termos académicos, mas sabem o que sempre lhes aconteceu na relação com os outros. A integração só acontece se todos quisermos. Quando os outros deixarem de olhar para os ciganos como se fossem todos ladrões ou assassinos, tudo irá correr de modo mais fácil. Se quiserem continuar a fazer deles bode expiatórios de problemas que não são da responsabilidade dos ciganos, vai tudo continuar na mesma. Os problemas do país nunca foram provocados por ciganos.

        • Enfim, há sempre diferentes maneiras de ver a mesma questão e isso não depende dos ciganos, depende de quem olha para eles. É o seu caso e o meu, por exemplo. Nenhum de nós é cigano, presumo. O senhor acha que eles deviam ser assimilados, abandonar usos e costumes, deixarem-se transformar em cidadãos “como os outros”, mesmo se entre esses outros há gente muito pior que os ciganos: desde violadores, assassinos a assaltantes de bancos ou administradores de bancos, se quiser. Eu prefiro olhar para eles e pensar que são aquilo que a sociedade os levou a ser quando durante séculos os perseguiu e os acossou. Quem quiser aprender, há livros de História que falam sobre a chegada dos ciganos a Portugal no século 15, das várias Leis de expulsão que foram decretadas ao longo dos séculos, das perseguições e condenações às galés e ao desterro para as províncias ultramarinas, da proibição de fixar residência, enfim… nunca foram tratados em pé de igualdade como cidadãos de pleno direito até ao século 19, quando surgiram as primeiras leis sobre o reconhecimento dos ciganos como cidadãos portugueses. Mas isto demorou mais de 400 anos… e isso ainda hoje marca a maneira de ser dos ciganos.

  2. Se os problemas do nosso país fossem os ciganos… calha mesmo bem haver minorias para distrair dos verdadeiros problemas a resolver, não é?

  3. Sac unica.

    A única forma de integrar a comunidade cigana é obrigar a juventude a estudar, no mínimo o 12 ano, se os pais tentarem proibir será retirado o RSI.

    • Todos os jovens deviam ser obrigados a estudar. Ciganos ou não. Não pode haver regras para uma etnia e deixar que os outros façam de modo diferente. A Lei é geral ou não é lei.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here