O amorzinho da Cristina Ferreira

0
782

A minha amiga rica adora as bicadas da Brigitte e não arreda pé de Florença: “A Brigitte Bardot perguntou-me quem é o senhor Casinhas. E eu expliquei-lhe que é o Roger Vadim da Cristina Ferreira”. E ela franziu o sobrolho. “Faz filmes? Tem jeito? Controla bem o diafragma?” Questões muito técnicas. A minha amiga rica só conhecia o Casinhas por causa da Cristina passar a vida a falar do… Casinhas!

Brigitte quis saber se o Casinhas já tinha comprado o novo Aston Martin Superleggera, ela adora carros caros. Nunca saberemos se gosta mais de carros caros se de focas bebés, ursos polares ou gatos. Ela nunca se ralou com isso, costuma dizer que “até a Joan Baez tem um Aston Martin”, contou-me a minha amiga rica.

“Mais depressa comprará a Cristininha!”, disse-lhe eu, só para ouvir a reação. “Já tem revista, perfume, linha de roupa, sei lá”, confirmou a minha amiga rica, num tom algo despeitado. Brigitte Bardot deve ter escutado isto com algum enfado, imagino, de copo de Martini na mão, recostada na espreguiçadeira a olhar para o vale do rio Arno.

De casa dela, ao pôr de sol deste Outono quente, deve-se ver a silhueta da catedral e do belíssimo baptistério de 3 magnificas portas de 9 metros de altura cada. A mais antiga de 1330, de Andrea Pisano. A outra de 1424, de Lorenzo Ghilberti. A terceira também de Ghiberti, considerada por Miguel Ângelo como “a porta do paraíso”. Será que alguma vez na vida a Brigitte Bardot me vai convidar a ir lá?

“Como é que uma mulher poderosa, com belas mamas, sorriso brilhante, actriz de cima a baixo, máquina de fazer dinheiro, sócia de um empresário que tem navios de cruzeiro pelo Douro acima, tem um Casinhas e não um Vadin?” perguntou em tom jocoso a diva italiana à minha amiga que não deve ser tão rica quanto a outra… “São extravagâncias”, comentou a minha amiga. “O Cristiano Ronaldo também tem uma Georgina”.

“Ah! Mas essa nem grita, nem guincha, nem fala. Não faz nada”, rematou Brigitte. “Pois, olha!”, acrescentou a minha amiga rica, “pior é a Cristininha. A bíblia das fofocas diz que ela não tem homem, desde a separação do senhor Casinhas há 9 anos”. Brigitte piscou o olho. E largaram-se as duas numa risota pegada.

Se eu lá estivesse, teria estendido o braço para agarrar o meu gin Morus LXlV, de 4 mil euros a garrafa, a marca preferida da Brigitte segundo me confidenciou a amiga dela.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here