Mistério envolve compra de prédios de Lisboa

3
3484

Há um grande mistério em torno da construção de milhares de casas em Lisboa, que ninguém sabe para quem são.

Em breve vão brotar mais prédios na antiga Fábrica do Açúcar, em Alcântara.

O mesmo vai acontecer no enorme quarteirão da Cervejaria Portugália, onde a Câmara teima pôr um edifício de 16 andares. A zona de Braço de Prata segue o mesmo caminho.

A primeira pergunta é de onde vem tanto dinheiro para tamanhos investimentos. A segunda será, de onde virá o dinheiro para os comprar? 
Em tempos de crise mundial generalizada, com a economia parada e os mercados em pânico, com um covid-19 que persiste, Lisboa volta a ser um paraíso.

Afinal para quem são estes milhares de apartamentos?… Se a grande maioria dos Lisboetas de fora e de dentro nunca tiveram “massa” para luxos, depois foram despejados e agora estão “fritos” com os reflexos do Covid 19.

A República merece uma explicação clara sobre este mistério. Antes que as compras acabem nas mãos do juiz Carlos Alexandre.

3 comments

    • É o mercado que empurra as pessoas para fora da cidade onde nasceram. Haver alguém, depois dos sucessivos fiascos do funcionamento dos mercados desregulados, que defenda ainda a ideologia neoliberal parece-me tão anacrónico como um editorial do Avante. Ainda hoje pagamos a desregulação dos mercados financeiros com os contribuintes a salvarem bancos de falências, ou com o covid em que os mercados encolheram e não responderam à chamada, mais uma vez foi o papá Estado que teve que se chegar à frente… Esta tese que o sucesso do mercado é para pagar aos acionistas – Impostos? Nem vê-los! – e que os prejuízos é para os contribuintes pagarem, é uma tese muito cómoda para os da bíblia do mercado desregulado. Va de retro, Satanás!

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here