Abençoados tablóides

0
1374

São injustas as criticas que se fazem ao Correio da Manhã e ao jornalismo tablóide porque sem eles pouco saberíamos da Casa Pia, de Sócrates ou do BES, para só falar de alguns casos.

Não é verdade que o jornalismo tablóide seja uma receita para vendas em Portugal, porque as vendas do tablóide mais lido não ultrapassam os 80 mil exemplares. Na Grã-Bretanha os tablóides, Sun, Daily e outros, tiram milhões por dia.

O jornal 24 Horas do Jorge Morais, do Tadeu ou do Vieira naufragou. Vendia 35 mil exemplares mas não chegava.

Quando Vítor Direito se reformou (e foi uma pena), o Correio da Manhã teve a mão de Paulo Fernandes, assim como o Público tem o suporte absoluto do grupo industrial a que pertence.

Para quem desdenha o Correio da Manhã, uma coisa é certa: se ele se for nunca mais o Ministério Público terá por onde falar. E perderá o apoio popular, num País onde corrupção e o crime atinge todas as corporações.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here