Os pés de barro de Jorge Jesus e Cristina Ferreira

0
1061

Foi há cerca de ano e meio que Cristina Ferreira e Jorge Jesus regressaram aos lugares onde antes tinham sido felizes. Por coincidência, os respetivos anúncios foram feitos no mesmo dia, segundo diz a notícia que pesquisámos no jornal Record.

Na ocasião, o Record publicou um grafismo com alguma graça, uma espécie de comparação entre Jesus e Cristina que reproduzimos aqui com a devida vénia.

Dezoito meses depois, pode acontecer uma outra coincidência. A queda de ambos e, eventualmente, a saída de ambos para outras paragens. Jesus pode ir treinar para o Brasil, onde também já foi feliz, e Cristina Ferreira tem sempre a Feira da Malveira (às quintas-feiras) onde também foi muito feliz, onde cresceu e se fez uma mulher interessante (desde que não eleve os decibéis). Aliás, esta saloia da Malveira sempre se referiu com algum carinho a esse passado onde se habituou a projetar a voz com os pregões da venda ambulante, como se pode ler numa entrevista que deu à revista Visão, em 2018.

recorte da entrevista à revista Visão

Mas o problema é quando o povo deixa de reconhecer os ídolos como seus. Há até quem diga que todos os ídolos têm pés de barro, que se partem, mais tarde ou mais cedo.

Cristina e Jesus estão a enfrentar dificuldades a que não estavam habituados, embora em tempos idos nenhum deles tenha tido uma vida desafogada. Jorge Jesus nem sempre foi um treinador de 1ª linha, e a Cristininha, como já sabemos, também teve de fazer pela vida antes de chegar aos estúdios de televisão.

Os problemas do treinador de futebol agravaram-se com as recentes derrotas frente ao FC Porto e Sporting. A piorar as coisas, Jesus não rejeitou o  “namoro” do Flamengo. Os sócios e faciosos do SL Benfica estão fartos dele, mas a SAD do clube parece querer poupar uma indemnização, não o despede, espera que ele se despeça daqui a umas semanas. Sempre são uns milhões que se poupam…

Os problemas da apresentadora de televisão estão também nas sucessivas derrotas frente à concorrência. Nenhum dos programas que Cristina Ferreira “pariu” desde que regressou à TVI têm tido sucesso. A SIC continua na frente. E no negócio televisivo, quem domina o prime time fica com a fatia mais gorda da publicidade. Cristina não está a justificar a aposta que fizeram nela. Depois de três programas falhados em termos de audiências, em 2022 vai tentar a apresentação do “Big Brother Famosos”. Ora, se isto não é falta de gosto e de imaginação, não sabemos como lhe chamar.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here