João Rendeiro foi apanhado

0
891

Foi uma hora de glória para a Polícia Judiciária, o anúncio da detenção de João Rendeiro, em Joanesburgo, na África do Sul. Na conferência de imprensa, Luís Neves, diretor da PJ, confirmou a detenção executada pela polícia sul africana. Revelou-se satisfeito porque “fizemos a nossa parte”, foi a expressão utilizada que poderá encerrar alguma crítica a outras partes do processo judicial. Ou não.

Rendeiro entrou na Africa do Sul a 18 de setembro, quando Maria de Jesus “cantou” no interrogatório da PJ, já eles sabiam onde o fugitivo estava acoitado.

De 20 a 24 de novembro houve uma reunião de chefias da PJ e da polícia sul africana e foi a partir dessa reunião que o cerco a Rendeiro se executou até à sua detenção, esta manhã.

Rendeiro vai agora resistir ao pedido de extradição. Em princípio ele terá meios financeiros suficientes para contratar os melhores advogados sul africanos. Mas vai ser uma tarefa inglória, a Africa do Sul é conhecida por alguma “venalidade” na cooperação com entidades estrangeiras, ainda há dias aceitou extraditar para os EUA um antigo ministro moçambicano acusado de fraudes na América.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here