Não foram os portugueses os primeiros a chegar aos Açores

A História é uma invenção humana em permanente transformação e aquilo que damos por adquirido é, muitas vezes, meramente circunstancial.

0
3535

Há cada vez mais indícios de que, por exemplo, não foram os navegadores portugueses os primeiros a chegar aos Açores. Um grupo internacional de cientistas e investigadores acaba de publicar um estudo onde se afirma que detetaram presença humana nos Açores 700 anos antes da chegada dos portugueses.

E quem eram esses navegadores que se anteciparam aos portugueses? Muito provavelmente Vikings. Esta hipótese deriva do estudo feito às condições climáticas e aos ventos dominantes na Idade Média nesta região do Atlântico e que, segundo os cientistas, eram favoráveis para quem quisesse navegar do norte da Europa para sul. Os Vikings, como se sabe, dedicaram-se a pilhar a costa marítima da Europa, dos Países baixos a Inglaterra e a França, chegaram a atacar Paris, Espanha e Portugal.

veleiro Viking

O trabalho agora publicado regista a chegada dos primeiros colonos às ilhas açorianas no final da Alta Idade Média. Esta investigação contraria o consenso de que o arquipélago nunca tinha sido habitado até à chegada dos portugueses.

As conclusões científicas são baseadas em estudos químicos de resíduos bem preservados no fundo de lagos e lagoas nas ilhas de São Miguel, Terceira, Flores e Corvo.

A China também teve uma epopeia marítima

Antes da descoberta dos Açores, já existiam mapas cartográficos desenhados no século XIII ou XIV onde estão identificadas ilhas no Atlântico, incluindo as Canárias, a Madeira e algumas ilhas açorianas.

Há uns anos, um capitão reformado da Marinha Mercante inglesa escreveu um livro polémico intitulado “1421, O ano em que a China descobriu o Mundo”, onde se desenvolve a tese de que marinheiros chineses fizeram uma viagem de circum navegação 70 anos antes de Colombo chegar à América, tendo aportado nos Açores 10 anos antes de Gonçalo Velho ter encontrado a ilha de Santa Maria. Na altura, Gavin Menzies foi completamente desconsiderado, mas hoje percebemos que há cada vez mais indícios de que os portugueses seguiram rotas já antes navegadas por outros.

Em 2011 a Associação Portuguesa de Investigação Arqueológica (APIA), revelou existirem fortes indícios de ocupação humana nos Açores anterior à chegada dos portugueses, como são os casos de vestígios de escrita sunita descoberta na Terceira, arte rupestre encontrada na Ilha Terceira e em S. Miguel, moedas cartaginesas e gregas descobertas no Corvo e hipogeus (estruturas escavadas na rocha usadas no Mediterrâneo como sepulturas) existentes no Corvo, na Terceira e em Santa Maria.

Imagem 1: provável necrópole (cemitério) tipicamente fenícia. Imagem 2: coluna com uma inscrição que Herbert Sauren (Universidade de Lovaina) traduz por “Odroy, o Senhor dos deuses, o deus dos Dácios”, o que a coloca no tempo do Império Romano, Ilha Terceira.


Existem dúvidas sobre uma ocupação humana dos Açores anterior aos portugueses? Não é um assunto simples de aceitar. Vai dar um trabalhão reescrever a História.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here