Em Lisboa, sem-abrigo vão sair do pavilhão do Casal Vistoso

2
804

O pavilhão do Casal Vistoso deixará de ter a função de centro de acolhimento de emergência para pessoas em situação de sem-abrigo e regressa à prática desportiva, anunciou hoje a autarquia de Lisboa.

O anúncio foi feito por Manuel Grilo, vereador com o pelouro dos Direitos Sociais, quando falava na reunião plenária da Assembleia Municipal de Lisboa, no período de perguntas ao executivo da Câmara.

Manuel Grilo referiu que, neste momento, há “menos de 40” utentes do pavilhão e garantiu que será encontrada uma solução para essas pessoas até ao final do mês, mas não a revelou hoje.

A CML instituiu vários centros de emergência para sem-abrigo, no âmbito da pandemia de covid-19, mas já só quatro estão em funcionamento: Pavilhão do Casal Vistoso, na Casa do Lago (exclusivo para mulheres), na Pousada da Juventude do Parque das Nações e na Casa dos Direitos Sociais da autarquia (para onde foram transferidas no início de outubro as pessoas que estavam no centro instalado no Clube Nacional de Natação).

A criação destes centros de emergência foi alvo de muitas críticas, não só da parte da oposição política mas, também, da população. Muitas pessoas sentiram-se incomodadas com a concentração de sem-abrigo nas zonas dos centros.

2 comments

  1. Incomodados?! Precisam de fotos explícitas do que trouxeram para a freguesia do Areeiro. Vídeos e fotos da incompetência desse vereador é o que não falta. Venham com os vossos filhos e netos apanhar seringas

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here