O Campeão do Mundo regressa aos treinos

0
796

O judoca Jorge Fonseca, português nascido em São Tomé e Príncipe, Campeão do Mundo na categoria -100 kg, está de regresso aos tapetes e aos treinos.

Jorge Fonseca testou positivo para covid-19 e esteve três semanas em isolamento. Agora, depois de quatro testes negativos, está de regresso depois de ultrapassar este problema de saúde.

Na sua página pessoal do facebook, o judoca da seleção nacional fez a festa.

Jorge Fonseca e Wilsa Gomes (-57 kg) tiveram testes positivos para covid-19 em 24 de junho, quando a Federação Portuguesa de Judo se preparava para iniciar o primeiro estágio alargado das seleções, em Coimbra.

O campeão mundial de -100 kg expressou ainda a sua “solidariedade a todos aqueles que se encontram infetados com esta maldita doença”, nomeadamente àqueles que “não tiveram a sorte” de passarem a pandemia como o judoca, assintomático.

“Desejo que, com o apoio dos nossos incansáveis profissionais de saúde, consigais também, todos vós, vencer esta luta”, concluiu.

Jorge Fonseca vai agora integrar o quinto estágio das seleções de judo, de terça a sexta-feira, novamente em Coimbra.

As provas de judo deverão recomeçar em setembro, mês para o qual estão previstos o Grande Prémio de Zagreb (18 e 20) e o Campeonato Nacional (26 e 27). Os Europeus de Praga, que deveriam ter-se disputado em maio, foram adiados para o período entre 8 e 10 de novembro.

Nascido em São Tomé e Príncipe a 30 de outubro de 1992, Jorge Fonseca chegou a Portugal com 11 anos. Começou a praticar judo na escola, na Damaia.

Demorou pouco a impor-se. Em 2013 conquistou o título português de sub-23 e conseguiu algo de inédito para o judo nacional ao tornar-se o primeiro atleta masculino português a alcançar o título de Campeão da Europa de sub-23.

Um tumor numa perna quase lhe roubava a possibilidade de tentar uma carreira brilhante no judo, mas os tratamentos e a resiliência deram resultado e em 2019, no Japão, Jorge Fonseca conquistou o título mundial na categoria de -100 kg, ao vencer o russo Niyaz Ilyasov na final.

Agora, o campeão está de regresso. Força Jorge!

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here