Prémios olímpicos, chuva de dinheiro

0
1418

Já se sabe que não há jantares de borla. Ora, sendo assim, não admira que a obtenção de medalhas olímpicas tenha um valor atribuído. Ou seja, quem sobe ao pódio ganha dinheiro. Quem paga não é o Comité Olímpico Internacional, no caso de Portugal é o Comité Olímpico Português através de uma subvenção atribuída pelo Governo.

Quanto vale uma medalha de bronze? 20 mil €. Uma medalha de prata vale 30 mil e uma de ouro… 50 mil €.

Os prémios foram aprovados em 2018, portaria 332-A/2018, e diz que “os prémios em reconhecimento do valor e mérito de êxitos desportivos constituem-se como um estímulo adicional de superação para os nossos melhores atletas de alto rendimento, de todas as modalidades desportivas com utilidade pública desportiva, que dignificam o País através da conquista dos mais altos patamares desportivos internacionais.”

A lei alarga a atribuição destas recompensas a todo o universo desportivo de alta competição, dizendo que se trata de “prémios a atribuir por resultados obtidos em Jogos Olímpicos, Jogos Paralímpicos e Campeonatos do Mundo e da Europa, estimulando ainda as representações multidesportivas nacionais em eventos como as Universíadas, os Jogos Mundiais e os Jogos Surdolímpicos.”

A tabela é a seguinte:

fonte https://dre.pt

Foram ainda definidos prémios para compensar a obtenção de recordes. Por exemplo, um recorde Olímpico, Paralímpico ou do Mundo vale 15 000 €.

As medalhas podem ser de bronze, prata ou ouro, mas as notas de 100 € são verdes, mesmo. Sendo assim, depois do esforço e da dedicação e dos sacrifícios e da abnegação, a recompensa não é má.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here