OS TÚNEIS DAS GUERRAS ANTIGAS NA PALESTINA

0
1259

Quase sempre, o presente é um reflexo do passado. Sempre ouvimos dizer que a História se repete, alguma razão deve haver para esse adágio popular.

Agora que os túneis do Hamas na Faixa de Gaza andam a ser apresentados pelos israelitas como prova do crime de preparação para a guerra premeditado pelos palestinianos, arqueólogos judeus descobrem antigos túneis na Galileia, construídos por judeus, como estruturas de guerra.

Reza a História daquela parte do mundo que, em 132 d.C., os judeus da Judeia se revoltaram contra o colonialismo de Roma. Liderados pelo rebelde judeu Simon Bar Kochba, o povo foi para a terceira e última guerra judaica contra Roma.

Há dias, a Autoridade de Antiguidades de Israel revelou mais um complexo de esconderijos na Galileia, no local de Huqoq.  A descoberta torna visível um complexo de esconderijos subterrâneos e de cavernas naturais ou construídas, tudo interligado por túneis, onde os judeus se escondiam das legiões romanas e de onde partiam para ataques surpresa. Era lá, também, que escondiam armamento, cisternas de armazenamento de água e dispensas de alimentos, toda a logística necessária para uma guerra contra o opressor.

O labirinto subterrâneo tem à superfície vários pontos de entrada, mas a maior parte da estrutura está a uma profundidade média de 5 metros.

arqueólogo exibe uma faca encontrada com 19 séculos encontrada durante os trabalhos

A terceira guerra dos judeus contra Roma não lhes correu bem. A revolta de Bar Kochba foi cruelmente esmagada e marcou o fim da resistência judaica a Roma.

O que hoje está a acontecer na Faixa de Gaza é uma espécie de reverso desta História antiga. No papel de Roma estão os próprios judeus e a resistência contra o opressor está a ser sofrida pelos palestinianos.

Fonte: Haaretz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui