CHAMEM A POLÍCIA!

0
1861

Isto está a saque e as pessoas mais desprevenidas, menos informadas, são as presas preferidas dos bandidos que se dedicam aos assaltos digitais. São carteiristas digitais, tentam meter a mão no bolso das pessoas mais incautas. E devem ter sucesso, uma vez que os esquemas são cada vez mais notórios, em número e qualidade.

O Facebook tem várias armadilhas. O caso que destacamos hoje envolve o jornalista Pedro Andersson e a TVI. Mais uma vez, um engodo a apelar ao drama: “um dia difícil para Portugal. Despedimo-nos de Pedro Andersson”, levando as pessoas a pensar que o homem caiu de um 10º andar.

O que eles pedem não é muito: 250 euros. O que eles prometem é o céu, o paraíso, o nirvana. A aldrabice é tosca, mas quando envolve figuras públicas, canais de televisão e redes sociais, há sempre quem caia.

Na grande tanga que relatámos há semanas, o esquema utilizava os nomes e as imagens de Jorge Gabriel, Cláudio Ramos e o nome das empresas TVI, SIC e Microsoft. Agora temos o jornalista Pedro Andersson, os mesmos canais de televisão, o Facebook substitui a Microsoft como plataforma de disseminação da coisa.

Andersson é um jornalista que trabalha na SIC, dedicado aos temas da economia, autor de livros sobre a mesma temática. O esquema utiliza a imagem de credibilidade que Andersson granjeou ao longo de anos de trabalho, para ajudar a convencer mais facilmente.

QUANDO O TELEFONE TOCA

Estranhamente, a TVI parece estar em todas. Há um outro esquema de venda agressiva, não nas redes sociais mas usando indevidamente dados pessoais. O relato está nas redes sociais, nos perfis de pessoas que foram alvo deste processo.

O relato que transcrevemos é elucidativo: “o telefone tocou e identificaram-se como sendo da TVI. Explicaram brevemente que o (número) telefone tinha sido “selecionado” porque em tempos participara num passatempo da estação…. E tinham uma oferta… Depois de 3 ou 4 perguntas sobre a TVI…. Tipo: gosta de nós e da nossa programação e das nossas vedetas, desvendam a oferta: é que temos aqui para lhe oferecer um seguro de vida (Medicare) em condições muito vantajosas..

Ora… Acho isto inacreditável. Ou a Medicare mente e obteve o número por outra via ou a TVI aproveita os muitos milhares de números de telefone e dá (?) a informação a empresas para o seu marketing manhoso. Tudo isto me parece surreal e nojo é a palavra que mais me ocorre perante esta estratégia.”

Falta perceber o aparente silêncio das pessoas e das empresas envolvidas nestes esquemas. As figuras públicas expõem a vida nas redes sociais, mas neste caso não dizem nada. As empresas sempre prontas a defender as “marcas” que representam, deixam-se envolver em esquemas manhosos e agressivos de vendas e marketing, nem um comunicado sobre o assunto. E também achamos estranho que a Meta (dona do Facebook), sempre tão atenta aos conteúdos publicados, sempre pronta a censurar para “manter a comunidade segura” e feliz, não perceba que está a fazer negócio (com conteúdos patrocinados) que se destinam a lesar os utentes da rede social.

E mais não dizemos. Falta só chamar a polícia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui