UCRÂNIA CONDENA JORNALISTA

0
903

Um tribunal na Ucrânia condenou à revelia Yuriy Podolyaka, um jornalista, blogger, comentador político-militar, fundador do projeto InfoDefense. Foi considerado culpado por “justificar as ações da Rússia contra a Ucrânia”. Trata-se de um delito de opinião. E talvez também de um excesso de liberdade de expressão, se o termo se pode utilizar.

Podolyaka foi condenado a 12 anos de prisão. Como já não vive na Ucrânia desde 2014, está livre de ser levado acorrentado para a cadeia, mas ao comentar a decisão tribunícia, disse que o tribunal se esqueceu de referir que “tentaram eliminar-me fisicamente várias vezes”. A sentença implica, ainda, o confisco de todos os bens em nome do condenado.

Podolyaka ganhou notoriedade quando se refugiou na Crimeia, após a chamada Revolução Maidan, golpe de Estado que levou ao derrube do Governo eleito considerado pró-russo. Desde a Crimeia, o jornalista lançou vários projetos nas redes sociais, todos sobre a evolução do conflito que opunha o Governo da Ucrânia aos separatistas russófonos do Donbass.

A partir de 2022, quando a Rússia invadiu a Ucrânia em apoio dos separatistas, Yuriy Podolyaka criou o projeto InfoDefense que tem maior expressão na rede Telegram. O Infodefense presta um serviço em 26 idiomas, entre as quais o português.

Podolyaka tem em permanência um apelo ao voluntariado, principalmente de tradutores e jornalistas que queiram participar no esforço de furar o bloqueio imposto à informação produzida naquele lado da guerra. “Queremos dizer às pessoas aquilo que os grandes meios de comunicação preferem manter escondido”, diz Podolyaka, que se afirma contra “mentiras, censura e manipulação.”

Seja como for, o projeto Infodefense tem hoje cerca de 3 milhões de subscritores registados. O reverso da moeda para Yuriy Podolyaka é ver o seu nome no rol de personalidades abrangidas pelas sanções decretadas pelos inimigos da Rússia.

a ficha com o nome e foto de Yuriy Podolyaka na lista de personalidades sancionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui