PRODUÇÃO DE VACINAS COVID EM QUEDA

0
816

A Moderna, empresa de biotecnologia dos EUA e uma das principais fabricantes de vacinas a nível mundial, anunciou que vai diminuir a produção da vacina contra o covid-19.

A finalidade é cumprir a meta de crescimento da receita nos 75 a 80% e, como tem havido menos pedidos de compra, a empresa adapta-se e vai abrandar a produção.

A informação foi prestada pela administração da Moderna e difundida pela agência Reuters.

Nos EUA, por exemplo, em 2022 foram administradas mais de 153 milhões de vacinas covid-19 e este ano a previsão aponta para cerca de 50 milhões, apenas.

A empresa tem encomendas para a vacina do Reino Unido, Canadá e Japão, mas ainda não tem da União Europeia. No entanto, o laboratório espanhol Rovi, que tem um acordo de 10 anos com a Moderna para fabricar terapias baseadas em mRNA, disse que não espera reduzir sua produção de vacinas, pelo menos este ano, segundo a Reuters.

“A produção da vacina vai de junho a outubro e já está em marcha. Todas as ordens de compra estão a ser cumpridas”, disse à Reuters um porta-voz da Rovi, referindo-se à vacina covid.

E em Portugal…

Em agosto foi anunciado que a campanha de vacinação teria início na segunda quinzena de setembro, e que até lá seria disponibilizada informação sobre o processo de agendamento da vacina. Mas, se olharmos para o calendário, poderemos antecipar algum atraso nesse processo. A mais recente informação diz que a campanha de vacinação terá início a 29 de setembro.

O que parece estar garantido é a possibilidade do cidadão ser inoculado numa farmácia. A expetativa do Governo é haver 2600 farmácias que adiram ao processo. Será a única maneira de evitar congestionamentos nos centros de saúde. Isto, se as pessoas quiserem ser vacinadas.

fontes: Reuters + SNS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui