Burlões tomaram de assalto telecomunicações

0
1175

Não há dia em que não nos caia no telemóvel ou no email uma mensagem enganosa.

Os três exemplos que aqui deixamos servem de aviso, mas os esquemas são múltiplos e o conto de vigário é diverso.

No primeiro exemplo, os burlões utilizam o medo de alguém ter copiado os dados dos nossos cartões de débito, vulgo multibanco. A mensagem simula a preocupação da instituição bancária, mas não arrisca com o nome de um banco.

No segundo caso, arriscam utilizando o nome do Novo Banco. Há um falso alerta de que a nossa conta bancária foi bloqueada por questões de segurança. E incitam-nos a utilizar um link para resolver a situação.

Curiosamente, os contactos efetuados pelo telemóvel deixam um rasto, um número onde a mensagem teve origem. Cabe à polícia seguir essa pista.

No terceiro caso, a tentativa de burla utiliza a EDP, avança com uma exigência de pagamento sob pena de haver um corte no fornecimento. Esta situação foi denunciada pelo escritor Luís Cardoso de Noronha, através do Messenger.

A única coisa a fazer é não ter pressa em resolver situações pouco claras. Tudo o que envolva cartões bancários ou pagamentos de serviços pode ser resolvido em contacto direto com o banco ou o fornecedor de serviços. Não experimentem os links que vêm nestas mensagens. Às vezes é quanto basta para entrarem nos nossos computadores ou telemóveis e nos roubarem dados. Por exemplo, há quem guarda no telemóvel passwords e números de contas bancárias. Se esses dados forem roubados, podem ser utilizados para assaltar as nossas poupanças. Claro que só é um problema para quem as tem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui