José Eduardo dos Santos, corpo vai corpo fica

Uma sucessão de notícias contraditórias que circulam desde ontem, faziam crer que o recurso de Tchizé dos Santos apresentado no tribunal de Barcelona iria impedir que o corpo fosse entregue à viúva e pudesse seguir para Luanda. As últimas notícias, no entanto, dão conta de que a urna com os restos mortais do antigo Presidente de Angola já embarcaram no avião que o Governo angolano colocou à disposição para o transporte.

0
653

Ainda esta manhã, a CNN Portugal afirmava que depois do Governo angolano ter cantado vitória, anunciando que o corpo de José Eduardo dos Santos chegaria ainda hoje a Luanda, o tribunal de Barcelona teria voltado atrás na decisão de entregar o corpo à viúva.

O tribunal teria aceite o recurso interposto por Tchizé dos Santos, com o objetivo de impugnar a saída de Espanha dos restos mortais do ex-Presidente de Angola. O juiz teria decidido ainda suspender a entrega do corpo de José Eduardo dos Santos à ex-mulher, Ana Paula dos Santos.

A filha do antigo Presidente de Angola tinha ameaçado, na quinta-feira, recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, se a Justiça espanhola não recuasse na decisão sobre a entrega do cadáver à ex-mulher. Se não o fez, agora tem a oportunidade para tal, embora já nada possa impedir que a urna com os restos mortais do seu pai chegue a Luanda dentro de algumas horas.

É evidente que a decisão de entregar o corpo à viúva assemelha-se a uma vitória política para João Lourenço, depois da batalha jurídica que o Governo trava com os filhos mais velhos do defunto líder.

A presença do corpo em Luanda será aproveitada, certamente, para o velório se tornar um comício partidário, nesta campanha eleitoral que está a decorrer.

Na verdade, o tribunal espanhol não leva nada disso em linha de conta, nem sequer se interessa pelo pormenor de Ana Paula já não viver maritalmente com o marido há cerca de 5 anos. Pelos vistos, na lei não existe a figura de “desunião de facto”.

Isabel dos Santos, que tem mantido alguma serenidade neste conflito, reagiu hoje a este facto dizendo que “Eu não te poderei levar a tua última morada”, “arrancaram-te dos meus braços”.

no Instagram de Isabel dos Santos

O recurso de Tchizé não impede que o MPLA tenha mais uma “bandeira” na campanha. A última publicação que Tchizé dos Santos fez no Facebook. Não foi nada meiga.

imagem partilhada do Facebook de Tchizé dos Santos

Todos os outros filhos do antigo líder angolano têm mantido silêncio sobre este assunto. José Eduardo dos Santos governou Angola de 1979 a 2017, morreu deitado num hospital dia 8 de julho, com 79 anos, em Barcelona, Espanha, onde passou a maior parte do tempo nos últimos cinco anos.

(artigo actualizado às 14.00)

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here