Lisboa e Porto dão na cocaína, revelam águas dos esgotos

0
635

Análise das águas dos esgotos permitiu concluir que o consumo de cocaína é muito elevado em Lisboa e no Porto. 

Está ao nível de Barcelona, Paris, Bruxelas, Amesterdão, Paris ou Copenhaga. As cidades mais ricas da Europa dos 27.

As autoridades europeias fazem análises às águas de esgotos desde 2012. E conseguem saber quais as quantidades médias diárias de benzoilecgonina em miligramas por 1 000 habitantes. E determinam depois os níveis de consumo.

Uma das maiores preocupações está a ser o MDMA (ecstasy) que segundo relatório recente “não é mais um nicho ou droga subcultural limitada a danceterias e festas, mas agora está a ser usada por uma gama mais ampla de jovens em ambientes de vida noturna, incluindo bares e festas em casa”.

Neste caso do MDMA, Lisboa e Porto voltam a acompanhar as cidades ricas da Europa.

O mesmo acontece com a cannabis, uma droga mais acessível, agora mais consumida em países como a Croácia, Eslovénia e Chéquia.

Mas não são só os esgotos a serem analisados. Os urinóis de discotecas, centros urbanos e festivais de música estão debaixo do olho do centro europeu de estudo sobre drogas e aditivos. São recolhidas amostras diárias.

A compilação de dados das análises às águas de esgotos e urinois está a cargo do Centro Europeu de Estudo sobre Droga e Aditivos.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here