RECLUSOS PROIBIDOS DE TELEFONAR A ADVOGADOS

DIREÇÃO DA CADEIA DE MONSANTO ENDURECE O REGIME DE RECLUSÃO, DIZ A APAR EM COMUNICADO.

0
519

Em maio, 15 reclusos do Estabelecimento Prisional de Monsanto iniciaram uma greve de fome em protesto (por um curto periodo de tempo) contra as condições em que vivem dentro da cadeia. Concretamente, o protesto era pela reabertura da biblioteca e do ginásio e pela melhoria da qualidade da alimentação.

Em reação, a direção da cadeia assumiu o protesto como “uma afronta à senhora directora”, e proibiu o acesso dos grevistas à cabine telefónica e às visitas, diz um comunicado divulgado pela Associação Portuguesa de Apoio ao Recluso (APAR).

A biblioteca e o ginásio continuam fechados e as condições de alimentação pioraram ainda mais, por via dos “especulativos aumentos de preço” dos produtos da cantina, acrescenta a APAR.

A APAR denuncia, ainda, que os reclusos que fiquem contaminados pelo covid-19 estão “proibidos de telefonarem aos seus advogados. O que é uma violação grosseira da Lei”.

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here